Bem Vindo...

Branca desde junho de 2008: Pensamentos, Poesias, noticías, atualidades, moda e perfumaria...tudo num só lugar...rs!!!

Estar aqui...escrever, vai muito além do que palavras rimadas, incentivos ou críticas. Escrever é uma forma de me libertar, de dizer o que sinto, como vejo o mundo, as pessoas, os sentimentos.

Escrever aqui é compartilhar meu grito em forma de palavras, minhas paixões, meus anseios...e também uma maneira de voar.

Escrever foi...e sempre será uma forma sutil de dizer as pessoas como me sinto, e como gostaria de poder mudar as coisas.

Ao entrar aqui, você compartilha um pedacinho da minha concepção, que talvez você discorde, mas é dessa forma, através dessa lente que vejo "tudo" ao meu redor.

Blogbeijoooos!



segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

A morte da princesa...

Manchou-se a folha, era mais uma gota de sangue, que saia de seu corpo.
Por uma vida, desejou jamais ter amado.
Por um silêncio, desejou jamais ter gemido.
Tudo se findara agora, as forças adormecidas se transformava em choro.
Em meios a respiros sufocantes, seu corpo todo mutilado, tentava não desistir à vida.
Seus pensamentos voava em torno do amor que lhe fizera sofrer sem alguma gratidão.
Suas palavras, já eram de dor, seus olhos ainda que atentos suplicava por um conforto.
Mas tudo já lhe tinha esgotado, forças já não existia, amor já lhe tinham tirado, os sonhos já lhe tinham contados...todo o seu corpo expressava dor, e sua alma libertação.
Foi-se quando com enorme esforço, respirou em um súbito respiro e viu-se que toda a folha já estava manchada...
...a vida já lhe era passado e todo aquele sofre encontraria outra morada.

Blogbeijoooos!

4 comentários:

Mila Lopes disse...

Olá Branca!

Tudo bem linda?!

Belo texto...adorei!

"...forças já não existia, amor já lhe tinham tirado, os sonhos já lhe tinham contados..."

Isso vive acontecendo todos os dias, quem sabe bem pertinho da gente...

Bjs

Mila

Confissões de uma borboleta disse...

Olá Branca...
andou sumida, mas valeu a pena voltar. Muito lindo seu texto.
Cheio de sentimento.
Beijos

Rita Contreiras disse...

Mortes mis! Passagens para outros estágios! A vida é cheia de mortes e renascimentos sucessivos. Grande abraço.

★★ GIZA ★★ disse...

olà
fiz um blog novo e adoraria a sua presença por là
me siga por favor
www.amorimortall.blogspot.com
obrigado
beijos