Bem Vindo...

Branca desde junho de 2008: Pensamentos, Poesias, noticías, atualidades, moda e perfumaria...tudo num só lugar...rs!!!

Estar aqui...escrever, vai muito além do que palavras rimadas, incentivos ou críticas. Escrever é uma forma de me libertar, de dizer o que sinto, como vejo o mundo, as pessoas, os sentimentos.

Escrever aqui é compartilhar meu grito em forma de palavras, minhas paixões, meus anseios...e também uma maneira de voar.

Escrever foi...e sempre será uma forma sutil de dizer as pessoas como me sinto, e como gostaria de poder mudar as coisas.

Ao entrar aqui, você compartilha um pedacinho da minha concepção, que talvez você discorde, mas é dessa forma, através dessa lente que vejo "tudo" ao meu redor.

Blogbeijoooos!



sábado, 31 de julho de 2010

Mais um ciclo...


Há poucas horas de renascer...chegar dia 01/08 e ficar um pouquinho mais velha,
...eu penso como seria não ser assim, exatamente como sou...
...tiro vírgulas, os três pontinhos...
uso mais predicados do que os sujeitos, conjugo em 3º pessoa..

Mas...

Brigo pra dizer: Eu te amo,
Quero amigos de coração,
Amores exagerados,
Refaço opiniões,
Não dou sorte ao acaso,
Luto sem espada,
Não perco a pose pro descaso,
Admiro os que me enfrentam,
Me afasto dos que menosprezam minha capacidade de ser,
Lembro sempre,
Esqueço as ofensas rápido,
Acredito no poder da mente,
Acredito no amor pra transformar, salvar ...pra me salvar também.
Gosto de gente que fala de viagens, música e cinema...
...gosto de gente que enfrenta as situações, que faz desenhos em nuvens,
que me abraça com os dois braços,
que come bala de goma,
gente que acredita em anjos.

...claramente não dá pra não ser,
devo continuar com os três pontinhos...
...dar risadas dos fatos simples, sorrir nos dias frios
e escrever sempre pra continuar...rs!


Blogbeijoooos!

quinta-feira, 29 de julho de 2010


Liberdade é pouco.

O que eu desejo ainda não tem nome.

                                                                                                                              Clarice Lispector


Ultra, Mega, Master, Plus...Blogbeijooooos!

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Voltando pra casa...



...Ela se perdeu do grupo em que estava...

...já faz anos, sempre tem alguém na estrada, alguém pra moldar um sorriso, alguém que não sabe o

caminho, alguém que não enxerga a luz, alguém pra dar a mão...

...é sempre uma nova estação, alguns se vão...outros permanecem, muitos se esquecem.

Talvez ela precisa voltar...está cansada, muitos murmúrios, lamentos, a missão cada vez mais veloz, fugaz,

...transpadece o que acolhe,

...ela precisa, concertar as asas...

...ajustar o coração, descomplicar a razão...

...pra voltar nas determinadas missões.




Blogbeijooos uma ótima semana pra todos...

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Quanto custa essa conta...


Me custa tanto ser meio, do que ser inteira...

Me custa tanto ignorar a dor, do que senti-la...

Me custa tanto proteger meu coração, do que deixa-lo ir...

Não deveria ter nascido leonina, nem poeta...nem tão exagerada...

...nem tão intensa, nem de asas...

...só de versos doutros.


Blogbeijooos!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Saudade abstrata...

Paixão abstrata...

Amizade abstrata...

...não seria melhor viver em versos concretos???




Talvez não...dá muito trabalho, imaginar como seria é bem melhor.

Blogbeijooos!

sábado, 17 de julho de 2010

Luz antiga

Escuto por diversas vezes essa música quando estou dirigindo, e acho ela perfeita...então hoje na total falta de inspiração ela vira post...rs!! Um ótimo final de semana á todos.

Luz Antiga- Ana Cañas

Eu só queria que você cuidasse
Um pouco mais de mim como eu cuido de você
Cuidar é simplesmente olhar
Pro mundo que você não vê
Pra medir o amor não existe cálculo
Um mais um pode não ser dois
Futuro é linda paisagem
Desejo que não é sonho é mera ilusão


Se não sabe
Se afaste
De mim
Se ainda cabe
Me abrace
Enfim


Só ligue se tiver vontade
Só venha se quiser me ver
Mentir é pura vaidade
De quem precisa se esconder


Se não sabe
Se afaste
De mim
Se ainda cabe
Me abrace
Enfim


Será que eu vejo apenas o que você não vê?
Eu não entendo como você não pode perceber
Que eu não sei mais
Eu não sei mais, eu não sei mais
Eu não sei mais, eu não sei mais
Eu não sei


O sangue é o rio que irriga a carne
E a alma é a terra de um morro
É luz antiga ao fim da tarde
Essa saudade sem socorro


Se não sabe
Se afaste
De mim
Mas antes que seja tarde
Nos salve
Do fim.

Blogbeijooos!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Lampejos de lucidez

Suponho que agora aqui de cima, seja possível ver melhor a minha própria certeza, ou fraqueza.

A beira do precipício tudo é exato, tem cheiro de terra molhada, brisa aquecida, e respingos das ondas molham meus pés.

De inteligência eu ñ entendo nada, faço rimas, brinco com alguns versos e finjo acreditar nas mentiras do inconsciente.

Suponho que aqui de cima tudo parece bem mais pequeno, do que aquele inferno imposto e dissimulado que eu tentava entender dia pós dia.

A beira do caus não dá pra escutar buzinas, murmúrios ou lamentos...só se consegue ver o sol, cada vez mais intenso...sem sombra, sem pausas...ás 18:00 horas tudo volta ao normal, é mais uma noite a iniciar, quando me falta argumentos refugiada sou na personagem oculta, a criatividade toma conta e quando ela me falta eu me encontro em versos soltos de W.Shakespeare, Clarice Lispector e nas teorias de Platão, sem deixar de pensar em Sócrates...que morreu por tentar mudar as opiniões e as mentes pequenas sem compaixões.

Suponho que á essas horas, seja incerto suspirar por qualquer causa ou alguém, que não me convença das idéias loucas ou doidas que surgirão...mas contudo quem virá aqui?
No eco da solidão não há respostas, e saber o quanto essa solidão já custou, é uma conta incalculável, mas de fato eu devo á ela... Idéias transformadoras.

Então sem esticar muito, ou tentar colocar sujeitos e adjetivos...eu suponho que agora aqui de cima parece ser bem mais confortável do que estar aí, sem poder tocar de verdade...porque não são pelos dedos, mas o lhes faltam é opinião, e sem opinião não há coragem, nem pra ficar na beira, nem pra pular, tampouco pra descer.
Blogbeijooos!

domingo, 11 de julho de 2010

Mais um Enredo...


Vai começar tudo outra vez...

era isso que eu temia, aquele velho jogo entre o certo e o errado, entre fazer ou esperar...

...entre ser e sentir, pedir permissão ou não...??? Eu não dou tempo as estações...faço sempre do meu jeito,

sem pedir conselhos, não uso mais relógio.

Não marco mais as horas, datas ou dias...

...sem comparações.

Escuto no rádio: Caetano, Djavan, Ana Cañas e Zeca...há sempre uma nova canção falando de amor, tédio ou decepção...

...sem explicações,

...começou mais um enredo em meu coração.


Uma ótima semana á todos...

Blogbeijoos!

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Teorema


Pintou os lábios de carmim,

se perfumou de Jasmim,

calou-se como se argumentasse muito,

se despediu como se fosse o último...

abraçou como se não tivesse nada...

...e beijou como se fosse o único.

Partiu como se não houvesse nada, nem dor, nem amor, nem perdas...

...esqueceu como se fosse o bastante e suspirou como se tivesse tudo...

dor,

amor

perdas...

...

..

.
 
É teorema sem códigos, sem respostas...sem segredos, sem jasmim

...só de carmim.
Blogbeijooos!

terça-feira, 6 de julho de 2010

Julho no meu coração


Está muito frio hoje...frio o bastante pra não pensar em nada  que a faça reagir dessa vez.

Parece bem mais nítido pensar de madrugada, quando todos estão dormindo, é solitário, sem deixar de ser único.

Ela gostaria de viver somente no outono e na primavera...

...outono que reconstrói, que acolhe as idéias...na primavera, quando tudo renasce com mais força, quando de certo ela floresce...

...finda, finda a tinta de pintar a tristeza...precisamos de mais cores.

O caminho é longo, mais a vontade de crescer em meio a todo esse caos...é maior ainda.

Escolhas nunca foram tão decisivas como agora...será que gritar incomoda alguém???

Ela aprendeu a plantar seu próprio jardim, ela gostaria de poder oferecer muito mais...que um simples sorriso...

...embora tenha uma alma livre de preconceitos, ela sabe que não tem outra escolha, é preciso seguir, a multidão não para, nem dá trégua...

...vencer é uma questão de sobreviver, e nessa Terra de gigantes, o tempo é o senhor da razão.

Blogbeijooos!

sábado, 3 de julho de 2010

Paradigmas...

O senso comum, prega que a normalidade está em que todos aspiram as mesmas coisas, dentro do óbvio...do concreto, quem sai dessa regra, entra no julgo comum...que resulta na opinião alheia, entre o certo e o errado.
Embora a zona de conforto da normalidade seja mais favorável, as loucuras do imprevisível são mais intensas e nos fazem lutar por aquilo que acreditamos.
Pelo certo ou pelo errado..."eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela opinião formada sobre tudo", talvez porque durante anos as pessoas me pregaram o que de fato é o certo, e fizeram tudo ao contrário.
Eu lembro do meu pai me falando de caractér...,
Eu lembro das professoras do 2º ano falando das histórias, inventadas...
Eu lembro das pessoas que me ignoram hoje, falando de compaixão...
E eu lembro como me custou deixar os conceitos impostos, pra construir os meus...

...Loucura é o nome que as pessoas dão, aos que sem pudor acreditam na riqueza de suas escolhas e na beleza de seus sonhos.

Um ótimo fds á todos...

Blogbeijooos!

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Sophia decide escrever...




Sophia está com saudades de casa, mas de fato é preciso continuar, parece que muitas coisas estão pra mudar.

Sophia saiu pra caminhar essa tarde, observou crianças, caminhou pelos jardins do bosque, e ao voltar pra casa decidiu escrever para sua mãe.

Para alguém especial, que lembro todos os dias, 01 de julho de 2010.


“Mamãe, tudo aqui é imenso demais pro meu gosto, ruas largas movimentadas, carros por todos os lados e pessoas correndo a todo instante.


Tenho a impressão que o dia passa muito rápido por aqui, e as pessoas tem horas pra tudo e pra qualquer coisa, fico confusa as vezes.


Tia Armelinda é sempre muito atenciosa comigo, porém ela tem me dado muitas tarefas pra fazer em casa e vive reclamando de dor nas costas. As primas, são realmente o tipo de pessoas que eu não pensava imaginar, a palavra que a descrevem é excesso, vivem num mundo platinado e me chamam de roçeira sem graça.


Tio Walter é a pessoa mais sensata que encontrei até agora, possui luz nos olhos e docilidade ao falar.


Mãe tenho saudades imensas de você e de João Victor, mas preciso continuar por aqui, na próxima semana vou fazer uma entrevista, e talvez da próxima vez que eu lhe escrever seja pra contar que sou a mais nova professora de filosofia do colégio aqui da capital”.


"Não esquece de mandar lembranças pra Flora e para o Emanuel". (amigos de infância)


Amo você, bem mais que doce de ameixa com requeijão...


Saudades!!!


Sophia.

Ao que tudo indica, Sophia não está passando uma de suas melhores fases, mas está tentando, está buscando da melhor forma possível, e sem saber ela tem algo precioso que se pode encontrar em uma pessoa: “a capacidade de se motivar a cada dia, dando-lhe fé e coragem”.



Blogbeijoooos!