Bem Vindo...

Branca desde junho de 2008: Pensamentos, Poesias, noticías, atualidades, moda e perfumaria...tudo num só lugar...rs!!!

Estar aqui...escrever, vai muito além do que palavras rimadas, incentivos ou críticas. Escrever é uma forma de me libertar, de dizer o que sinto, como vejo o mundo, as pessoas, os sentimentos.

Escrever aqui é compartilhar meu grito em forma de palavras, minhas paixões, meus anseios...e também uma maneira de voar.

Escrever foi...e sempre será uma forma sutil de dizer as pessoas como me sinto, e como gostaria de poder mudar as coisas.

Ao entrar aqui, você compartilha um pedacinho da minha concepção, que talvez você discorde, mas é dessa forma, através dessa lente que vejo "tudo" ao meu redor.

Blogbeijoooos!



sexta-feira, 10 de abril de 2009

Estrelas

Todos querem chegar ao topo da montanha, quando é dada a largada, todos correm demasiadamente sem foco querendo chegar ao lugar esperado, porém não sabem o caminho. Muitos desesperados e cansados de percorrer acabam se perdendo e voltam ao início, ofuscando seus sonhos e desejos. Porém existem aqueles que não desistem e continuam seu caminho com fé e esperança. Essas pessoas são determinadas, não se deixam paralisar por críticas ou obstáculos que surgem no caminho, elas continuam andando sem olhar pra traz, ela acreditam na beleza de seus sonhos. Embora passam por dificuldades e decepções, não se deixam abater, mantém o brilho no olhar e a esperança no coração.
Eu acredito que essas pessoas "auto motivadoras" são constituídas pelo mesmo material que se tecem as estrelas, pois quanto mais alto e distante for um objetivo, mais forte elas brilharão.

A capacidade de amar...


Toda complexidade de amar, se difundi na interpretação do ser...
O ato de amar é maior do que beijos e abraços, porque vem da admiração do ser, do contentamento em expectativas, sobretudo no inesperado.
O ato de amar é transparente, silencioso, não precisa ser declarado, porque em si, já é a própria manifestação.
O ato de amar está acima do bem e do mal, porque enquanto se ama, há perdão, compreensão, compaixão, esperança, sobretudo contemplação.
O ato de amar é um verbo em constante conjugação...sempre constante, como a vida deve ser.